Pais brilhantes, professores fascinantes




descargar 386.55 Kb.
títuloPais brilhantes, professores fascinantes
página13/13
fecha de publicación16.01.2016
tamaño386.55 Kb.
tipoDocumentos
b.se-todo.com > Documentos > Documentos
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   13

Os pais deliraram de alegria com essas palavras. Mas o representante do judiciário quase caiu da torre.

Não se ouvia um zumbido na platéia. O mundo ficou perplexo. As pessoas não imaginavam que os simples professores que viviam no pequeno mundo das salas de aula fossem tão sábios. O discurso dos professores abalou os líderes do evento.

Vendo ameaçado o êxito da disputa, o mediador do evento disse arrogantemente: "Sonhadores! Vocês vivem fora da realidade!" Um professor destemido bradou com sensibilidade: "Se deixarmos de sonhar, morreremos!"

Sentindo-se questionado, o organizador do evento pegou o microfone e foi mais longe na intenção de ferir os professores: "Quem se importa com os professores na atualidade? Comparem-se com outras profissões. Vocês não participam das mais importantes reuniões políticas. A imprensa raramente os noticia. A sociedade pouco se importa com a escola. Olhem para o salário que vocês recebem no final do mês!" Uma professora fitou-o e disse-lhe com segurança: "Não trabalhamos apenas pelo salário, mas pelo amor dos seus filhos e de todos os jovens do mundo."

Irado, o líder do evento gritou: "Sua profissão será extinta nas sociedades modernas. Os computadores os estão substituindo! Vocês são indignos de estar nesta disputa.'

A platéia, manipulada, mudou de lado. Condenaram os professores. Exaltaram a educação virtual. Gritaram em coro: "Computadores! Computadores! Fim dos professores!" O estádio entrou em delírio repetindo esta frase. Sepultaram os mestres. Os professores nunca haviam sido tão humilhados. Golpeados por essas palavras, resolveram abandonar a torre. Sabem o que aconteceu?

A torre desabou. Ninguém imaginava, mas eram os professores e os pais que estavam segurando a torre. A cena foi chocante. Os oradores foram hospitalizados. Os professores tomaram então outra atitude inimaginável: abandonaram, pela primeira vez, as salas de aula.

Tentaram substituí-los por computadores, dando uma máquina para cada aluno. Usaram as melhores técnicas de multimídia. Sabem o que ocorreu?

A sociedade desabou. As injustiças e as misérias da alma aumentaram mais ainda. A dor e as lágrimas se expandiram. O cárcere da depressão, do medo e da ansiedade atingiu grande parte da população. A violência e os crimes se multiplicaram. A convivência humana, que já estava difícil, ficou intolerável. A espécie humana gemeu de dor. Corria o risco de não sobreviver...

Estarrecidos, todos entenderam que os computadores não conseguiam ensinar a sabedoria, a solidariedade e o amor pela vida. O público nunca pensara que os professores fossem os alicerces das profissões e o sustentáculo do que é mais lúcido e inteligente entre nós. Descobriu-se que o pouco de luz que entrava na sociedade vinha do coração dos professores e dos pais que arduamente educavam seus filhos.

Todos entenderam que a sociedade vivia uma longa e nebulosa noite. A ciência, a política e o dinheiro não conseguiam superá-la. Perceberam que a esperança de um belo amanhecer repousa sobre cada pai, cada mãe e cada professor, e não sobre os psiquiatras, o judiciário, os militares, a imprensa...

Não importa se os pais moram num palácio ou numa favela, e se os professores dão aulas numa escola suntuosa ou pobre - eles são a esperança do mundo.

Diante disso, os políticos, os representantes das classes profissionais e os empresários fizeram uma reunião com os professores em cada cidade de cada nação. Reconheceram que tinham cometido um crime contra a educação. Pediram desculpas e rogaram para que eles não abandonassem seus filhos.

Em seguida, fizeram uma grande promessa. Afirmaram que a metade do orçamento que gastavam com armas, com o aparato policial e com a indústria dos tranqüilizantes e dos antidepressivos seria investida na educação. Prometeram resgatar a dignidade dos professores, e dar condições para que cada criança da Terra fosse nutrida com alimentos no seu corpo e com o conhecimento na sua alma. Nenhuma delas ficaria mais sem escola.

Os professores choraram. Ficaram comovidos com tal promessa. Há séculos eles esperavam que a sociedade acordasse para o drama da educação. Infelizmente, a sociedade só acordou quando as misérias sociais atingiram patamares insuportáveis.

Mas, como sempre trabalharam como heróis anônimos e sempre foram apaixonados por cada criança, cada adolescente e cada jovem, os professores resolveram voltar para a sala de aula e ensinar cada aluno a navegar nas águas da emoção.

Pela primeira vez, a sociedade colocou a educação no centro das suas atenções. A luz começou a brilhar depois da longa tempestade... No final de dez anos os resultados apareceram, e depois de vinte anos todos ficaram boquiabertos.

Os jovens não desistiam mais da vida. Não havia mais suicídios. O uso de drogas dissipou-se. Quase não se ouvia falar mais de transtornos psíquicos e de violência. E a discriminação? O que é isso? Ninguém se lembrava mais do seu significado. Os brancos abraçavam afetivamente os negros. As crianças judias dormiam na casa das crianças palestinas. O medo se dissolveu, o terrorismo desapareceu, o amor triunfou.

Os presídios se tornaram museus. Os policiais se tornaram poetas. Os consultórios de psiquiatria se esvaziaram. Os psiquiatras se tornaram escritores. Os juizes se tornaram músicos. Os promotores se tornaram filósofos. E os generais? Descobriram o perfume das flores, aprenderam a sujar suas mãos para cultivá-las.

E os jornais e as TVs do mundo? O que noticiavam, o que vendiam? Deixaram de vender mazelas e lágrimas humanas. Vendiam sonhos, anunciavam a esperança...

Quando esta história se tornará realidade? Se todos sonharmos este sonho, um dia ele deixará de ser apenas um sonho.

A editora e o autor permitem o uso do texto da "grande torre" para encenação teatral nas escolas, com o objetivo de homenagear os pais e os mestres, desde que citada a fonte (N.A.).

Considerações finais

Enquanto escrevia o final deste livro tive o desejo de reunir alguns dos professores do passado, fazer um jantar para eles e agradecer-lhes. Também fiquei motivado a reunir meus pais fora de datas comemorativas e dizer-lhes o quanto eles foram importantes para mim. Se você tiver um desejo semelhante, faça o mesmo. Se não valorizamos as nossas raízes, não temos como suportar as intempéries da vida.

O poético sonho do resgate do valor da educação, esculpido pela história da grande torre, ainda é uma miragem no deserto social. Enquanto a sociedade ainda não acorda, gostaria de terminar este livro prestando uma homenagem aos pais e aos professores. Esta homenagem só não é mais eloqüente devido às minhas limitações.

Homenagem aos professores

Em nome de todos os alunos do mundo, queremos agradecer todo o amor com que trataram até hoje a educação. Muitos de vocês gastaram os melhores anos de sua vida, alguns até adoeceram, nessa árdua tarefa.

O sistema social não os valoriza na proporção da sua grandeza, mas tenham a certeza de que, sem vocês, a sociedade não tem horizonte, nossas noites não têm estrelas, nossa alma não tem saúde, nossa emoção não tem alegria.

Agradecemos seu amor, sabedoria, lágrimas, criatividade, perspicácia, dentro e fora da sala de aula. O mundo pode não os aplaudir, mas o conhecimento mais lúcido da ciência tem de reconhecer que vocês são os profissionais mais importantes da sociedade.

Professores, muito obrigado. Vocês são mestres da vida.

Homenagem aos pais

Em nome de todos os filhos do mundo, agradeço a todos os pais por tudo o que fizeram por nós. Obrigado pelos seus conselhos, carinho, broncas, beijos. O amor os levou a correr todos os riscos do mundo por nossa causa. Vocês não deram tudo o que queriam para cada filho, mas deram tudo o que tinham.

Vocês deixaram seus sonhos para que pudéssemos sonhar. Deixaram seu lazer para que tivéssemos alegria. Perderam noites de sono para que dormíssemos tranqüilos. Derramaram lágrimas para que fôssemos felizes. Perdoem-nos pelas falhas e principalmente por não reconhecermos seu imenso valor. Ensinem-nos a sermos seus amigos...

Nossa dívida é impagável. Nós lhes devemos o amor...

Queridos pais e professores, o tempo pode passar e nos distanciar, mas jamais se esqueçam de que ninguém morre quando se vive no coração de alguém. Levaremos por toda a nossa história um pedaço do seu ser dentro do nosso próprio ser.

FIM


Referências bibliográficas

ADORNO, T. Educação e Emancipação. Rio de Janeiro. Paz e Terra. 1971.

CURY, Augusto. Inteligência Multifocal, São Paulo, Cultrix, 1998.

. Revolucione Sua Qualidade de Vida, Sextante, 2002

. Análise da Inteligência de Cristo. Academia de Inteligência, São Paulo, 2000.

DURANT, Will. História da Filosofia. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1996.

GARDNER, Howard. Inteligências Múltiplias. Porto Alegre, Artes Médicas, 1995.

GOLEMAN, Daniel. Inteligência Emocional. Rio de Janeiro, Objetiva, 1996.

FOUCAULT, Michel. A Doença e a Existência in Doença Mental e Psicologia. Rio de Janeiro, Folha Carioca, 1998.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 7.J ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

FREUD, Sigmund. Obras Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro, Imago, 1969.

NIETZSCHE, F. Humano Demasiado Humano. Lisboa, Relógio

D'Água, 1997.

PIAGET, Jean. Biologia e Conhecimento. 2.ª ed. Vozes, Petrópolis,

1996.

PLATÃO. "República. Livro VII", in Obras Completas, edição bilíngüe. Les Belles Lettres, Paris. 1985.

RICOEUR, P. L'homme falible. Paris, Seuil, 1960.

SARTRE, Jean-Paul. O Ser e o Nada. Ensaio de Antologia. Petrópolis, Vozes, 1997.

VIGOTSKY, L. A Formação Social da Mente. São Paulo, Martins Fontes, 1987.

Sobre o autor

Augusto Jorge Cury é psiquiatra, cientista e autor de Inteligência Multifocal (Editora Cultrix), Treinando a Emoção fará Ser Feliz e a coleção Análise da Inteligência de Cristo, publicados pela Editora Academia de Inteligência.

É também autor de Você É Insubstituível, Dez Leis para Ser Feliz e Revolucione Sua Qualidade de Vida, publicados pela Sextante.

Pós-graduado em Psicologia Social, com pesquisa na Espanha na área de Ciências da Educação, é fundador da Academia de Inteligência, um instituto que promove seminários, cursos e treinamento sobre qualidade de vida e desenvolvimento da inteligência lógica, emocional e multifocal para empresas, profissionais liberais, educadores, psicólogos e público em geral.

Para entrar em contato com o autor, escreva para:

jcury@mdbrasil.com.br

Para maiores informações sobre o seu trabalho: Academia de Inteligência

Tel.: (17)3341-8212

E-mail: academiaint@mdbrasil.com.br

www.academiadeinteligencia.com.br

Outros títulos do autor

VOCÊ É INSUBSTITUÍVEL

Este livro fala do amor pela vida que pulsa em cada ser humano. Ele conta a sua biografia. Você descobrirá fatos relevantes que o tornaram o maior vencedor do mundo, o mais corajoso dos seres, o que mais cometeu loucuras de amor para poder estar vivo.

REVOLUCIONE SUA QUALIDADE DE VIDA

As pessoas não se dão conta das pequenas mudanças que destroem seus relacionamentos, metas, carreira, saúde física e emocional. Muitos jovens só enxergam que estão com problemas quando se tornam adultos frustrados. Neste livro, você vai aprender a gerenciar seus pensamentos, trabalhar suas perdas, se tornar líder de si mesmo e ser feliz.

DEZ LEIS PARA SER FELIZ

Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, perdas e frustrações. Este livro traz ferramentas essenciais para quem quer encontrar esperança na dor, força no medo e amor nos desencontros.

INFORMAÇÕES SOBRE OS PRÓXIMOS LANÇAMENTOS

Para receber informações sobre os próximos lançamentos

da EDITORA SEXTANTE, queira entrar em contato

com nossa Central de Atendimento,

dando seu nome, endereço e telefone para:

EDITORA SEXTANTE

Rua Voluntários da Pátria 45 - Gr. 1.404 - Botafogo

22270-000 - Rio de Janeiro - RJ

TeL: (21) 2286-9944 - Fax: (21) 2286-9244

DDG: 0800-22-6306 (ligação gratuita)

E-mail: atendimento@esextante.com.br

Para saber mais sobre nossos títulos e autores,

e enviar seus comentários sobre este livro,

visite o nosso site:

www.sextante.com.br
************************************************************************

Dedicatória
“ Dedicamos o conteúdo desta obra, a todos amigos amantes da leitura e suas diversas vertentes ”
Digitalização (imagens)
MaxMaster e Simão Bacamarte
OCR (reconhecimento)
Simão Bacamarte
Formatação
MaxMaster e Simão Bacamarte
Inserção de hyperlinks
MaxMaster
*********************************************************************

Copyright (c) Augusto Jorge Cury, 2003

preparo de originais Regina da Veiga Pereira

capa

Raul Fernandes

diagramaçào Mareia Raed

revisão

Clara Diament

Sérgio Bellinello Soares

fotolitos

R. R. Donnelley América Latina

impressão e acabamento

Yangraf Gráfica e Editora Ltda.
CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ

C988p

Cury. Augusto Jorge, 1958-Pais brilhantes, professores fascinantes /Augusto Cury, - Rio de Janeiro : Sextante. 2003

Inclui bibliografia ISBN 85-7542-085-2

1. Educação de crianças. 2. Crianças. Formação. 3. Responsabilidade dos pais. 4. Emoções nas crianças. 5. Inteligência. 6. Psicologia infantil. 7. Psicologia do adolescente. I. Título.

03-1745. CDD 649.1

CDU 649.1

Todos os direitos reservados, no Brasil, por

Editora Sextante / GMT Editores Ltda.

Rua Voluntários da Pátria, 45 - Cr. 1.404 - Botafogo

22270-000 - Rio de Janeiro - RJ

Tel: (21) 2286-9944 - Fax: (21) 2286-9244

Atendimento: 0800-22-6306

E-mail: atendimento@esextante.com.br

www.sextante.com.br
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   13

similar:

Pais brilhantes, professores fascinantes iconE L pais

Pais brilhantes, professores fascinantes iconSelección del país

Pais brilhantes, professores fascinantes iconEl país de la tierra negra Prólogo

Pais brilhantes, professores fascinantes iconIslandia: un país “subprime”- historia de una utopía

Pais brilhantes, professores fascinantes iconResumen de la Lectura #1: Somos un país de montanas tropicales

Pais brilhantes, professores fascinantes iconLas bebidas azucaradas engordan a los niños el paíS

Pais brilhantes, professores fascinantes iconOriegenes y evaluacion histórica del desarrollo de la orientación en nuestro pais

Pais brilhantes, professores fascinantes iconOriegenes y evolucion histórica del desarrollo de la orientación en nuestro pais

Pais brilhantes, professores fascinantes icon¡Fuera ministro genocida yanqui Robert Gates de nuestro país y de Latinoamérica!

Pais brilhantes, professores fascinantes icon“Una nueva era en la microbiología” el país the New York Times 11 de septiembre de 2011




Todos los derechos reservados. Copyright © 2019
contactos
b.se-todo.com