Entrevista Conclusão




descargar 468.36 Kb.
títuloEntrevista Conclusão
página2/7
fecha de publicación27.10.2015
tamaño468.36 Kb.
tipoEntrevista
b.se-todo.com > Derecho > Entrevista
1   2   3   4   5   6   7

Apresentação




  • Eric Berne





São amplamente reconhecidas as realizações profissionais de Eric Berne como fundador da Análise Transacional, como em sua vida pessoal. Seus amigos refletiam nos paradoxos de sua personalidade. Ele poderia ser espontâneo e charmoso em um momento, e em outro, autoritário, exigente e cruel. Duas de suas biografias explica que Eric Berne era “um mestre em embrulhar-se num manto de mistério, em manter sua vida pessoal vigiada e compartimentada de forma que quando ele trocou de um de seus compartimentos para outro, ele mostrou-se uma pessoal totalmente diferente” (JORGENSEN).


  • Eric Berne

    • 1910





Eric Berne nasceu 10 de maio de 1910 na cidade de Quebec, Montreal no Canadá. Seu nome era Eric Lennard Bernstein, filho de David Hiller Bernstein e Sarah Gordon Bernstein. Cinco anos após seu nascimento nasce sua única irmã Grace. Sua família imigrou da Polônia e da Rússia para o Canadá.


  • Eric Berne

    • 1920





Seus pais eram graduados na Universidade McGill. Eric Berne era muito próximo a seu pai e o acompanhava nos trabalhos médicos. Em 1921 na idade de 38 anos Dr. Bernstein morre de tuberculose.

Sua mãe assume a sustentação da casa e da família trabalhando como editora e escritora. Nessa mesma época, ela incentiva que Eric Berne siga os passos do pai e estude medicina.


  • Eric Berne

    • 1930





Em 1935 Eric Berne forma-se na Universidade McGill. Eric Berne fez residência nos Estados Unidos no Hospital Englewood em Nova Jersey. No ano de 1936 ele iniciou como psiquiatra residente na Clínica Psiquiatra da Universidade de Yale onde trabalhou por dois anos. Entre o ano de 1938 e 1939 tornou-se cidadão americano e mudou seu nome de Eric Lennard Bernstein para Eric Berne.


  • Eric Berne

    • 1940





Em 1940 Eric Berne muda para Norwalk, Connecticut onde conhece sua primeira esposa, Elinor e com ela tem dois filhos. Iniciou seu treinamento como psicanalista em 1941 no Instituto de Psicanálise de Nova Iorque, inicia também sua analise pessoal com Paul FEDERN.

Em 1943 devido a demanda por médicos psiquiatras do exército, Eric Berne serve a AUS Medical Corps, onde permanece de 1943-1946, período da Segunda Guerra Mundial.

Dois anos após praticou terapia em grupo no Hospital Psiquiátrico Bushnell. Em 1946 saiu do exército e foi morar em Carmel na Califórnia. Na época já estava divorciado de sua primeira esposa. Antes do final do ano completou seu artigo “The Mind in Action” e fechou um contrato para publicação com a Simon and Schuster de Nova Iorque. No mesmo ano retomou seu treinamento em psicanálise no Instituto Psicanalítico de São Francisco.

Em 1947 retorna com sua análise pessoal, sendo analisado por Eric ERIKSON, com o qual trabalhou por dois anos. Logo após iniciar analises com ERIKSON, Eric Berne conhece uma jovem divorciada, Dorothy, com a qual ele queria casar-se. Porém Eric Berne não poderia casar-se até que terminasse sua análise didática. Em 1949 casa-se com Dorothy, constituem uma família com três filhos da Dorothy e mais dois deles próprios.

Eric Berne amava o papel paterno, procurava ser um pai mais permissivo do que autoritário. Ele também sabia como arrumar tempo para escrever. Ele tinha um lugar isolado para estudar e escrever.

Talvez os primeiros rastros da Análise Transacional tenham aparecido em cinco de seis artigos que Eric Berne escreveu em 1949. Um pouco antes dessa data, quando ele estava trabalhando para ganhar conhecimento como psicanalista, ele ousou desafiar as teorias de FREUD: "a palavra subconsciente é aceitável desde que seja incluído também pré-consciente e inconsciente" (Berne, 1949a, p.1).



  • Eric Berne

    • 1950





Eric Berne foi nomeado como assistente de psiquiatria em 1950. No mesmo ano inicia um trabalho como consultor do exército dos Estados Unidos. Em 1951, agregou o trabalho de Adjunto e Atendimento Psiquiátrico.

Escreve dois seminários “Intuition V: The Ego Image” e “Ego States in Psychotherapy”, baseados em material escrito por ele anteriormente, quando estava na Clínica Psiquiátrica do Hospital de Mt. Zion em São Francisco. No primeiro artigo explicava como chegara no conceito de estados do Ego e como se baseou para separar o “adulto” da “criança”. Utiliza como referências P. FEDERN, E. KANN e H. SILBERER. No segundo artigo introduz o esquema utilizado hoje em dia (Pai, Adulto e Criança), como também os três círculos do método, a teoria da “análise estrutural” e concluiu “a nova visão terapêutica”.

Em 1956, Eric Berne tem seu tão desejado título de psicanalista negado, com a alegação de que ainda não estava pronto e que deveria estudar mais alguns anos. Isso intensificou sua vontade de acrescentar algo novo a Psicanálise. Inicia seus trabalhos, buscando desenvolver uma nova visão para sua psicoterapia, sem precisar de aprovação da sociedade Psicanalítica.

O terceiro artigo vem como “Transactional Analysis: A New and Effective Method of Group Therapy” e é apresentado como convite em 1957 para o “Western Regional Meeting of the American Group Psychotherapy Association of Los Angeles”. Em 1958, esse artigo é publicado no “American Journal of Psychotherapy”, assim tornando a Análise Transacional, Eric Berne e seu novo método, parte da literatura psicoterapêutica.

Em 1958, incorpora os seminários de Psiquiatria Social em São Francisco com a finalidade de ter fundos para a publicação do Boletim de Análise Transacional.


  • Eric Berne

    • 1960





Em 1962, Eric Berne como editor publica pela primeira vez o Boletim de Análise Transacional. E em 1964 devido ao grande número de Analistas Transacionais de fora dos Estados Unidos, cria juntamente com seus amigos dos seminários de São Francisco e de Monterey a ITAA (International Transactional Analysis Association). O objetivo dessa nova organização era suceder o Seminário Social de São Francisco, mudando seu nome para Seminário de Análise Transacional de São Francisco, devido as diversas áreas que estavam atendendo. Nesse mesmo ano divorcia-se amigavelmente de sua esposa Dorothy.

Sua vida profissional torna-se confusa e procura outros caminhos. Por não atingir suas expectativas nesta área, fica livre para trabalhar mais horas como escritor. Casa-se novamente em 1967, mesmo assim mantem seu ritmo e interesse em continuar a escrever e aperfeiçoar sua teoria.


  • Eric Berne

    • 1970





Em 1970, Eric Berne divorcia-se de sua terceira esposa. Termina de escrever dois livros “Sexy in Human Loving” e “What do you say after you say hello?”. Eric Berne estava feliz com o desfecho que havia dado a estes dois livros.

Sofre dois ataques cardíacos. O primeiro ataque aconteceu repentinamente, chegou inclusive a cair de costas. Dias após, sofreu outro ataque e desta vez muito mais forte do que o primeiro. Não resistiu e faleceu em 15 de julho de 1970.


  • Eric Berne

    • Livros





Eric Berne, “Transactional Analysis” [1958]:
Scripts são "jogos complexos de transações, por natureza periódica". Eles são fotocópias dos dramas da vida real, fixados na infância, que determinam o "destino e a identidade do indivíduo".
A primeira fase da estrutura da Análise Transacional, “o estudo do relacionamento dentro dos três tipos do estado do ego individual”.

Eric Berne, “Transactional Analysis in Psychotherapy” [1961]:
A Análise Transacional possui quatro metas terapêuticas: ajudar o indivíduo ganhar “controle social”, alcançar alívio sintomático, curar a transferência, e finalmente alcançar a “cura do script”. Nas palavras de Eric Berne, “Enquanto todo ser humano encara o mundo inicialmente como o cativo de seu script, a maior esperança e valor da raça humana é que o Adulto pode estar insatisfeito com tal esforço quando eles são indignos”.

Eric Berne, “The Structures and Dynamics of Organizations and Groups” [1963]:

Eric Berne, “Games People Play” [1964]:
Eric Berne mostra aqui como as pessoas, em seu inter-relacionamento profissional, afetivo e familiar simulam consciente ou inconscientemente situações - ou seus "jogos" - para encobrir desejos, problemas emocionais e características de personalidade.
“Terapia deveria ser como um jogo de pôquer. Em outras palavras, o que conta é o resultado... ganhando ou perdendo... você tem que perceber o que está acontecendo em cada rodada... muitos jogos dependem da percepção de conhecer os outros jogadores e o que eles estão fazendo. Assim talvez o que eu estou dizendo é que as grandes palavras estão ocultas da realidade do que está acontecendo entre as pessoas” - Eric Berne.

Eric Berne, “Principles of Group Treatment” [1966]:
Esse livro oferece hoje uma perspectiva sem igual da Análise Transacional em seus anos de formação. Além de seu valor histórico, “Principles of Group Treatment” mostra as visões dos valores, ética e padrões de prática profissional de Eric Berne. Os estudantes de Análise Transacional se beneficiarão com o texto, podendo considerar o estado atual da profissão e refinar as aproximações individuais deles com a prática clínica.

Eric Berne, “Sex in Human Loving” [1970]:
Sex in Human Loving" é uma abordagem inteiramente original de um tema que ocupa hoje o primeiro plano das preocupações de um número cada vez maior de especialistas. Original, instrutivo, solidamente fundado em estudos e pesquisas, transbordante de verve e sabedoria. "Sex in Human Loving" é leitura indispensável a todos os que pretendem manter-se permanentemente bem informados e atualizados.

Eric Berne, “What Do You Say After You Say Hello” [1971]:
A Transação, a unidade mais básica de análise social, "consiste em um único estímulo e uma única resposta, verbal ou não verbal".
What Do You Say After You Say Hello” explica o que faz os vencedores vencerem, os perdedores perderem…

Eric Berne revela como a vida de todos segue um pré-determinado script – um script que é composto durante a infância. O script pode ser tanto um script ruim quanto um script de sucesso. Ele decide como a pessoa se relacionará com seus colegas, que tipo de pessoa se casará, quantos filhos terá e até mesmo que tipo de morte terá.

What Do You Say After You Say Hello” demonstra como cada script de vida é escrito, como ele funciona e, mais importante, como qualquer um pode improvisar ou alterar seu script para ter um final feliz...


  • O que é

    • Associações

      • UNAT




1   2   3   4   5   6   7

similar:

Entrevista Conclusão iconEntrevista r

Entrevista Conclusão icon7. entrevista

Entrevista Conclusão iconEntrevista psicolóica

Entrevista Conclusão iconEntrevista a Egresado

Entrevista Conclusão iconEntrevista : consideraciones

Entrevista Conclusão iconEntrevista en profundidad: 74

Entrevista Conclusão iconEntrevista al Doctor

Entrevista Conclusão iconEntrevista extensiva 6

Entrevista Conclusão iconEntrevista e: ¿Qué me puedes

Entrevista Conclusão iconEntrevista a la familia / anamnesis




Todos los derechos reservados. Copyright © 2019
contactos
b.se-todo.com